Boeing e Kitty Hawk lançam a joint venture Wisk para desenvolvimento de eVTOL

A parceria entra a Boeing e a Kitty Hawk foi formalizada no último dia 02, assim formando a Wisk. O foco é trazer o Cora, da Kitty Hawk, para o mercado.
5 de dezembro de 2019
Cora
A parceria entra a Boeing e a Kitty Hawk foi formalizada no último dia 02, assim formando a Wisk. O foco é trazer o Cora, da Kitty Hawk, para o mercado.

A start-up de aeronaves elétricas de decolagem e aterrissagem vertical (eVTOL) Kitty Hawk formalizou sua parceria com a Boeing na noite de segunda-feira, anunciando a formação de uma joint venture chamada Wisk.

A nova empresa está focada principalmente em trazer o eVTOL Cora da Kitty Hawk ao mercado, embora os parceiros ainda não tenham confirmado um cronograma para o programa.

A formação da joint venture Wisk ocorre pouco mais de cinco meses depois que a Boeing e Kitty Hawk anunciaram que trabalhariam juntos nos desenvolvimentos do eVTOL. Não foram divulgados detalhes sobre a divisão da participação acionária na Wisk ou se a Boeing fornecerá mais financiamento para a empresa.

No entanto, a composição do conselho da Wisk sugere que a Boeing é a parceira sênior de uma empresa lançada em março de 2010 pelo fundador do Google, Larry Page e pelo vice-presidente Sebastian Thrun. Gary Gysin, presidente e CEO da subsidiária de veículos marítimos autônomos da Boeing, Liquid Robotics, foi nomeado presidente e CEO da Wisk. Seus colegas diretores incluem Steve Nordlund (vice-presidente e gerente geral da Boeing NeXt), Logan Jones (vice-presidente da Boeing Horizon X), David Estrada (diretor jurídico e político do desenvolvedor de veículos autônomos Nuro) e Thrun (que foi CEO da Kitty Hawk).

A Kitty Hawk tem desenvolvido a Cora com a Zephyr Airworks da Nova Zelândia, que agora será chamada de Wisk New Zealand. Poucos detalhes foram divulgados sobre a Cora, que parece ser uma aeronave elétrica de dois lugares, projetada para operar de forma autônoma com um alcance de até 60 milhas. Os testes de voo estão em andamento na Nova Zelândia e, desde o último relatório publicado sobre o programa, três protótipos realizaram mais de 700 voos de teste desde o início de 2017. A sede da Wisk permanecerá em Mountain View, Califórnia.

Resta ver o que acontece agora com as aeronaves eVTOL Flyer e Heaviside separadas de Kitty Hawk – a primeira uma aeronave pessoal e a segunda uma transportadora de carga. Nenhuma das aeronaves é mencionada no anúncio sobre a Wisk, que se concentra inteiramente nos planos de lançar um serviço de táxi aéreo com o eVTOL Cora.

Ainda não está claro o que o desenvolvimento significa para os outros eVTOLs do grupo aeroespacial dos EUA. Isso inclui o PAV (Passenger Air Vehicle), desenvolvido pela subsidiária Aurora Flight Sciences, o Cargo Air Vehicle, em desenvolvimento por uma equipe separada do Boeing NeXt, e a parceria anunciada com a fabricante de carros esportivos Porsche em outubro para trabalhar nos projetos de uma aeronave de luxo eVTOL. Um porta-voz da Boeing disse que, por enquanto, não fará mais comentários sobre a estrutura acionária da nova joint venture ou o status do programa Cora.

Fonte: Cavok (04/12/2019)


Sobre

A Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG) foi criada com o intuito de defender e promover os interesses de pessoas e organizações que operem aeronaves como forma de apoio a seus negócios de forma í­ntegra e profissional, angariando o reconhecimento da sociedade e do governo como seu legí­timo interlocutor.



© ABAG 2020 . www.abag.org.br . Todos os direitos reservados



Endereço

Rua Baronesa de Bela Vista, 411- Cond. CGH Aeroporto Office, salas 503, 504 e 505. Vila Aeroporto, São Paulo/ SP, 04.612-001- Brasil

+55 (11) 5032-2727

+55 (11) 5032-2727

Redes Sociais:

Linkedin

Twitter

Facebook

Instagram

Newsletter